5

O bom e o ruim do novo Windows 10

eu estou no programa Windows Insider faz um bom tempo como, inclusive, indica meu fundo de tela iradíssimo:

5

a Microsoft resolveu chutar o pau da barraca e revolucionar o que fazia muito tempo que estava emperrado na empresa, com essa nova proposta de SO realmente muito bacana. confesso: gostei bastante. e, como não havia feito nenhum review da coisa, resolvi fazer agora, alguns dias após o lançamento, sobre pontos altos e baixos, todos num texto só, sem lista, englobando tudo de uma vez. portanto, segue:

O LANÇAMENTO E A MINHA ESPECULAÇÃO

este primeiro ponto é muito importante. quem, como eu, acompanhou o Insider desde o princípio, sacou que dos últimos dois ou três Builds pro produto final, as alterações foram ‘pequenas’; de certa forma a Microsoft precisava lançar o produto, sim, mas ao menos pra mim, a visão é de uma nova filosofia na empresa. usando o Google como exemplo, tudo que eles assinam, basicamente, vem com a marca ‘beta’ durante muito tempo; isso porque eles acreditam na ‘constante mudança’ das plataformas deles e que tudo vá se renovando com o passar dos momentos. pra mim, a Microsoft entrou nessa onda: a ideia de que o Windows 10 é o último e só vai funcionar por atualizações é a prova disso, afinal, ele continuamente será ‘renovado’. portanto, não há um ‘produto final’, mas um ‘produto em processo’; é importante compreender isso porque, pessoas como eu – detalhistas e chatas – vão notar que o produto lançado agora como ‘produto final’ ainda tem MUITA coisa em teste ou não acabada; alguns exemplos darei mais adiante, mas isso é quase visual, como estes screens de ‘pequenos’ erros que, obviamente, não foram corrigidos a tempo e serão num futuro em breve, já com o programa rodando em muitas máquinas e não só para os Insiders:

1
notem que alguns logos ainda não aparecem minimizados, apenas a imagem de .jpeg padrão
2
notem que alguns logos ainda não aparecem minimizados, apenas a imagem de .jpeg padrão
3
alguns aplicativos apagados ao longo do processo não desapareceram do ‘caminho de pão’; eles continuam lá, porém nada acontece quando clicado.

 

é importante compreender este ponto, justamente para partir para o próximo…

 

A INTEGRAÇÃO

o grande lance desse pulo da Microsoft dos outros Windows para este é uma integração REAL; alguns itens já podem ser sentidos e já estão funcionando maneiramente, como o caso do Groove – basta você acessar a internet e entrar no site com o login do Onedrive para ler um player de streaming ali mesmo em qualquer lugar ou qualquer dispositivo. mas, como dito, o programa ainda está ‘se construindo’ e muita coisa prometida VAI APARECER mas NÃO APARECEU. um deles é o caso do Windows 10 para celulares, que ainda não veio, assim como outros softwares mais operacionais, como o tal do Continuum, que também ainda é só papo, ou o próprio HoloLens; disso, claro, o sentimento é brochante: as coisas ainda não aconteceram e como isso, para mim, era o grande acerto da Microsoft, portanto, não ver isso de cara no produto final foi meio frustrante. logicamente algumas coisas gostei, claro – como o próprio Groove que estou usando direto para acessar minha biblioteca de músicas – mas a integração total ainda é um passo além que não demos.

a Microsoft acerta, também, em outros pequenos detalhes que a maioria dos users nem vai notar. exemplo: o aplicativo de desenho Fresh Paint, assim como o aplicativo de modelagem 3D Builder. se um dos problemas da Microsoft frente a Apple e, principalmente no mercado de celulares e afins, era a falta de apps, podemos ver que isso começa a engatinhar na empresa. ainda que timidamente, mas é um futuro. até porque, segundo boatos, a Microsoft vai desenvolver aquela ferramenta de adaptação de aplicativos, ou seja, num futuro próximo poderemos, talvez, sumir a reclamação da falta deles. é bem provável que isso ocorra mesmo, ainda mais que a Microsoft assumiu a marca de vez nos celulares, substituindo o Nokia, então creio que o investimento seja pesado. pode parecer pouco, mas os aplicativos são realmente úteis e, por isso, bons aplicativos são essenciais: eu já uso o de e-mail, um de criação de códigos, além de um para catar comidas e coisas assim. é bom que a MStore possa contar com mais e mais deles, tornando-os cada vez mais funcionais. um grande acerto da empresa olhar para essa área e ter a consciência que estava falhando.

DE VOLTA PARA O PASSADO

algumas coisas sumidas voltaram a aparecer, como a nossa tão querida área de trabalho que volta a ser personagem principal do PC e, finalmente, recebendo seu espaço. esse tipo de manobra foi essencial para o novo Windows e realmente funcionou muito bem, porém, nem toda volta ao passado são flores. quem usa direto o Onedrive, como eu, já sacou que ele está UMA BOSTA nesse novo Windows, essa é a palavra mais exata. isso porque, devido a reclamações surgidas lá no 8.1, ainda, a Microsoft resolveu ‘dar um passo atrás’, mas deu de maneira errada; por exemplo: não há mais a tão maravilhosa opção de ‘make avaliable online-only’ para os arquivos, de modo que só resta a quem estiver usando duas opções totalmente limitadas, deixando os arquivos APENAS na nuvem…ou baixando tudo para o PC (e ocupando espaço em duplicatas). é bem verdade que o ‘make avaliable online-only’ era uma enganação, de modo que o arquivo não existia no seu PC, apenas um ícone facilitador que levava para a nuvem, mas é também bom lembrar que o upload de arquivos dele era MUITO MAIS ESTÁVEL do que fazer isso online. então, ponto negativíssimo pra Microsoft por fazer estas modificações; voltar um pouco é essencial, voltar muito é retrocesso.

AS DUPLICATAS E O MEDO DA MICROSOFT

outra coisa que vem me incomodando um pouco é o medo da Microsoft em não agradar pessoas. digo isso porque, me parece, ela está tentando criar um sistema que seja funcional para 100% do público e, logicamente, quem tenta agradar todo mundo acaba não agradando ninguém. reparem na quantidade de programas duplicados sem função: Media Player e Groove, Media Player e Video, Internet Explorer e Internet Edge, entre tantos outros que não lembrarei de cabeça. a desculpa disso é, certamente, a possibilidade do ‘usuário mais antigo que não se adaptar’, claro, mas acaba sendo redundante, ocupando espaço inútil, além de causar uma confusão estética enorme e ser completamente injustificável. acho que a empresa deveria assumir a postura do futuro e contar com a boa vontade dos seus usuários, de modo a ignorar – e até desapegar – de programas antigos e obsoletos; como dito no começo, o novo Windows está sempre mudando e, provavelmente, num futuro próximo, isso acontecerá…mas ainda não foi dessa vez, o que é um pouco frustrante.

CORREÇÕES DE FALHAS

o grande ponto desse novo Windows, para mim, como já vinha acontecendo no 8 e 8.1, mas que melhorou ainda mais neste, foi o desempenho da Microsoft em minimizar falhas. vamos falar a real: o Windows era reconhecidamente piada por causa das telas azuis e milhões de erros e, é visível e sensível o número ínfimo de erros que acontecem no Windows 10 – ainda considerando que os sistemas da Microsoft estão sobrecarregados esta semana. nada de muito fora do normal, além de aumentar consideravelmente a velocidade e o desempenho dos processos na máquina. ponto certíssimo para a empresa que investiu pesado nisso e agora não é mais motivo de chacota. outro grande acerto dentro do sistema é aquela pesquisa integrada…rapaz, ela acha o que você precisa umas 85% das vezes, é rápida e muito bem localizada. eu, por exemplo, já não procuro nenhuma pasta clicando ou por ‘caminho de pão’, apenas digitando ali. boa novidade que, na verdade, é apenas uma ‘correção’, de modo que a pesquisa do Windows já existia, só que era jurássica e disfuncional.

4

ANÁLISE FINAL: O GRANDE RESUMO

ao longo da semana, ajudei pessoas que queriam, ou não, migrar, com minha opinião. vou fazer exatamente o mesmo resumo aqui.

para quem é ‘light user’ e apenas encara o computador com atividades menores, alguns processos básicos, vale – E MUITO – migrar. ele corrige toda parte funcional dos outros Windows, acrescenta novas funcionalidades e torna tudo mais rápido, além de esteticamente e, mesmo com pequenos erros, ser mais belo e com menos informação entre cores e imagens, o que torna a navegação mais fácil e prática. os novos ajustes também tornam para o ‘light user’ o processo com o PC muito mais rico, como o Groove e o Mail, que já existia no 8 e 8.1, mas foi melhorado. portanto, mesmo com alguns problemas de drivers (sei que tem dado em algumas placas de som), é muito melhor que os outros e vale ‘arriscar’, ainda que fique um ou dois dias sem som.
para os ‘heavy user’, fica difícil avaliar conjuntamente. quem gosta de novidades, migre, porque tem muita coisa pra mexer e testar, inclusive em coisas um pouco menos óbvias, como a Task Bar que está cada vez mais detalhista com informações de uso no processamento/memória da máquina: é bacana fazer um tour e perceber como o novo Windows está funcionando, inclusive com os meandros do pouco que já funciona na integração. agora, se você é ‘heavy user’ mas quer aproveitar a experiência plena, eu recomendo esperar ainda uns dois ou três meses e uns bons updates: como dito no começo, é tudo um grande VAI CHEGAR…mas ainda não chegou; alguns programas estão limitados e com algumas deficiências – como as descritas no Onedrive, que provavelmente serão corrigidas – e outras coisas sequer foram lançadas. acredito que ele estará plenamente funcional ali por Agosto, mais ou menos e, ai sim, começaremos a falar sobre o ‘novo conceito’ da Microsoft em força plena. principalmente com a chegada do novo SO para os celulares e o universo dos apps, aí sim, será uma nova era das coisas.

de forma geral, já está bem bacana. útil e belo, os pequenos erros passam despercebidos. vale a pena usar e os mais detalhistas que aguardem, porque vem muita coisa boa aí, ainda.

Um pensamento sobre “O bom e o ruim do novo Windows 10

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s