16

grande problema do homem

16

carrego um problema ousado que, afinal,
observo na ausência do mesmo.
é por não saber se portar, uma ânsia
sem nome dos homens
e de mim,
que enxergo no próprio homem esta maldita
vontade em ser problemático.

eis que olhando por cima, tal como
uma ave no céu,
tal qual a distância necessária nos permite
afastar a nós do próprio corpo,
diante da seguridade da mente criativa,
vi uma resposta nisso.

não é o homem que imagina o problema,
este pobre ser mortal sem forças
e com poucas vontades,
é uma vítima de suas necessidades:
problematizado, claro, na ideia de liberdade,
faz menção a si como dono de si – e nunca foi.

mas olhe – como eu fiz – adiante, de cima,
na ausência de nosso mundano contato,
que podemos observar:
não é ele, o homem, que vê o problema, ora,
é o problema que o vê.

fareja, persegue, acompanha uma vida
pois é esta a única que conhece:
da criação possível, não se nasce sozinho;
um depende do outro ou
um é outro.

e por outro ser um, somos, por fim,
aquilo que imaginamos a nós –
tristes porém reais; aí está um significado
para o homem: ele é o problema de si.

foto original

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s