Dogtown revival: a volta do mini-cruiser

E na moda do vintage de restituir o passado com uma roupagem atualizada, chegou este interessante item ao qual eu estou seriamente interessado em comprar um:

tumblr_m7jisfUmnL1r1eqjno1_500

Sim, o mini-cruiser, uma réplica fiel dos primeiros skates a revolucionarem o mercado do esporte, lá pela década de 70, e que ficaram imortalizados pelos tão cultuados Z-Boys.

Para quem não conhece, os Z-Boys foram um famoso grupo de skatistas da área de Santa Monica e Venice (California), patrocinada pela loja underground de material de surf, conhecida como Jeff Ho Surfboards and Zephyr Productions. Começou inicialmente como um grupo de surfistas, mas com a ascensão do mercado de skate na época e um grande período de seca e poucas ondas na California, acabou migrando naturalmente para o skate. Impulsionados – e patrocinados – pelo próprio dono da loja, Skip Engblom, os Z-Boys causaram muito furor na época, principalmente por serem os responsáveis pela criação do que é conhecido como “skate atual”, com a implementação de manobras oriundas do surf, deixando de lado as manobras acrobáticas oriundas da patinação artística.

Imagem3

Responsáveis, também, pela criação de movimentos aéreos e em pool riding, os Z-Boys também chocavam pelo comportamento rebelde adolescente, graças ao fato do grupo todo ser praticamente de uma das áreas mais pobres da cidade, em contraste com os outros competidores de skate da época, ricos e almofadinhas vindos de abastadas classes sociais.

Dentre a garotada do grupo dos Z-Boys, destacaram-se Stacy Peralta (o famoso criador da Powell-Peralta), Tony Alva e Jay Adams. E, toda a história do grupo está relatada em um documentário e um filme. O filme, de nome Lords of Dogtown, você encontra em qualquer canto:

Já o documentário, dirigido pelo próprio Peralta e de nome Dogtown and Z-Boys, você pode conferir aqui:

Mas, voltando aos mini-cruisers. Um dos fatos que mais ajudou na “revolução” que os Z-Boys puderam proporcionar naquela época, se deu justamente a introdução destes skatinhos aí. Até então, os skates eram caros e, muitas vezes feitos de material com pouca durabilidade, com rodas de cerâmica, por exemplo, que não permitiam tanta mobilidade e muito menos um preço acessível.

Foi nos anos 70 que rolou a popularização dos skates de plástico, com rodinhas de poliuretano, permitindo uma melhor aderência no asfalto e facilitando a inserção das manobras mais ousadas, como as que os Z-Boys criavam, imitando o surf. Depois, com a melhoria dos shapes e dos materiais, o skate acabou migrando para o “modelo moderno”, que todos nós conhecemos e é, basicamente, assim:

skate

Mas, não fossem os mini-cruiser do passado, nada disto teria acontecido.

Por muitos anos o mini-cruiser passou praticamente esquecido, fadado a memória de alguns mais velhos e outros que conheciam a história dos Z-Boys. Mas, do nada, em uma onda muito bizarra de nostalgia, várias empresas começaram a re-produzi-lo, dando uma repaginada no treco e criando verdadeiras máquinas modernas diretamente para o nosso presente:

Ok, vá lá, se você perceber há toda uma roupagem hipster nestas propagandas, regada daquele sentimento publicitário de barbicha e óculos do Google, mas foda-se, é o skate mais legal do mundo, de volta no mercado!

Muito do que eu li por aí, a moral do revival dos mini-cruisers está ligada diretamente a ideia de criar um “meio de transporte alternativo”. Por alguns aspectos, estes skatinhos se adequam melhor a cidade e, por isto, já estão sendo muito usados ao redor do mundo como meio de locomoção. Algumas de suas diferenças para os outros skates estão, principalmente, no fato de usarem rolamentos ABEC-7, que permitem uma velocidade maior ao carrinho, combinando isto a uma maior estabilidade por causa do shape um pouco mais largo e da base dos trucks bem distribuída. Além disto, com as rodinhas bem mais largas que a dos outros skates, isto acaba reduzindo o problema de impactos, ficando mais fácil para quem anda por aí, em cidades esburacadas e asfaltos irregulares.

A real é que eu to cagando bonito pra tudo isto, mas só queria agradecer quem teve a fantástica idéia de recolocar este item no mercado. Fantástico!

pic12

Boa noite e sigam-me!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Dogtown revival: a volta do mini-cruiser

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s