10 armas legais do mundo dos vídeo-games

Do mundo virtual para o mundo real há uma grande diferença. No entanto, há vários momentos na vida em que você pensa que, efetivamente, poderia rolar uma maneira de isso acontecer e tudo coexistir na mesma realidade. Criam-se coisas tão legais nos games que, as vezes, é difícil não querer que haja uma transposição e, de fato, objetos dos jogos “ganhem vida” no nosso mundo.

Foi pensando neste argumento, que resolvi elencar 10 armas legais do mundo dos video-games que seriam legais se existissem no mundo real. Segue:

Arma-braço de Barret, FF7

Fala sério, quem nunca quis uma dessas? A maneira mais fácil de decidir conflitos é isso aí. Você tá lá, estressado com alguma coisa do seu cotidiano e já tem, em mãos, uma maneira de botar pra foder e acabar com os problemas de uma vez por todas. A arma-braço do Barret é a maior invenção do mundo. Eficiente, dinâmica, prática…e ainda te deixa com um baita naipe de malvadão vingativo.

Granada de gelo de Batman, Arkham City

1994043-1864599_batmanacfreezecombat02 1994043-1864599_batmanacfreezecombat02

Essa é boa. Uma arma não letal, mas muito eficiente. Gosto dela por ser um artefato totalmente de sneaker. Você utiliza a parada escondidão e fica lá, colhendo os louros de poder atacar o inimigo depois sem que ele tenha poder de reação nenhum. Muito útil, também, se você for mais fraco que o adversário, na medida que você o impossibilita de reagir. Enfim, uma pequena arma com muitas utilidades para o nosso cotidiano.

Cerebral Bore, Turok

Esta é a arma mais filha da puta do universo inteiro; quem inventou isso, não conhecia o amor. Ela consiste, basicamente, em um equipamento que solta uma “furadeira”, que vai de encontro ao cérebro do inimigo, perfurando o mesmo. Cruel, não? Não há nem muito o que acrescentar sobre esta arma, porque a descrição dela já fala por si só. Coisa de gente sádica, mas eficiente. Apenas um golpe e pronto, o inimigo estaria tão inútil quanto se tivesse passado por uma lobotomia.

Golden Gun, 007 Goldeneye

A arma mais mortal de um jogo imortal. Pra todo mundo que viveu os anos 90, sabe o que eu estou falando. Era o sonho de todo moleque pegar essa engenhoca e sair fuzilando os amigos no game. Um tiro, uma morte. Fatal. Agora, imagina a transição deste poderoso artefato bélico para o mundo real? Seria foda! Economia de equipamento, de pontaria, de eficiência; só um mísero projétil e todos os conflitos teriam fim. A definição máxima de ser prático.

Arco das Fadas, Zelda

O nome é gay, mas a eficiência é garantida. Este é aquele arco mágico que permite ao Link atirar flechas de gelo, fogo e luz em tudo que se move no jogo. Quer coisa mais foda do que isso? Além de ser completamente clássico – na medida em que você atira flechas para matar – insuficiente com isso, você ainda pode queimar, congelar ou emanar um raio mortal de luz. Muito tenso, a conversão perfeita da engenharia e de forças arcanas.

Corda-cobra do Scorpion, Mortal Kombat

Genial esse, eim? Como a granada de gelo do Batman, não era uma arma letal. No entanto, muito útil de um modo geral. Encurta a distância do combate, permite que você se aproxime do adversário para dar mais golpes. Combinando esta arma a um bom treinamento de arte marcial, você é capaz de ser um sujeito fatal. É o baluarte para o fim dos seus distúrbios, aquele item que lhe fará todo o diferencial entre matar ou morrer em uma luta corpo a corpo.

BFG 9000, Doom

O nome da arma já diz tudo: “Big Fucking Gun“. Pronto, só isso já bastava pra ela estar na lista. Mas, insuficiente com o nome, a arma ainda é um poderoso instrumento de matar e destruir. Uma mistura de plasma e arma biológica, que consome todos os seres vivos que encostam no seu poderoso raio verde, em uma distância assustadoramente grande. Quase como um exército de um homem só, com apenas uma dessas você pode acabar com uma frota de inimigos vorazes.

Wraitheverge, HeXen

Esta aqui era muito louca. Uma arma sobrenatural que não conhecia limites, invocava as forças das trevas e massacrava todos os inimigos na volta. Rapaz, com essa aqui você não tinha como escapar. Fazer o que? Eram espíritos que vinham perseguir os desafetos, não eram nem criaturas humanas; você não estava lidando apenas com forças terrenas, era o obscuro em ação. Quem descolar uma arma dessas, com certeza terá uma vida mais fácil.

Planta-fogo, Mario

O Mario é o maior ícone de todos os tempos dos games. E essa é a sua arma mais comum. Se a planta-fogo não fosse devidamente útil, você acha que o Mario utilizaria? Isto deveria responder qualquer dúvida. Não há como tentar achar uma outra explicação mais prática do que essa. Deveria constar aqui porque, sim, é uma das maiores armas que já inventaram nos games e isso basta. Se Mario é feliz com ela, todos nós seríamos.

Garras do Vega, Street Fighter

Uma arma não é só o ato de matar, imobilizar ou ferir seu oponente gravemente. Há também toda poesia da morte, fazer isso com classe. E por isso que as garras do Vega entram nessa lista. Não se trata apenas de matar pelo ato que isso representa, mas matar com beleza, com vontade, quase como uma obra mortal. Mate, mas com elegância. E é para isso que estas garras serviam, ensinando que, antes de tudo, estes perigosos equipamentos bélicos também podem ser classudos e cheios de poesia.

Bom, galerinha. Por enquanto é só. Se algum de vocês criar uma arma parecida, podem me comunicar! Siga-me e boa noite!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s