10 tipos de babaca no trânsito

briga-de-trc3a2nsito2

Não, não é o futebol que é uma caixinha de surpresas. O trânsito sim, uma caixinha diária de surpresas e de muita paciência. Teste de humor que até Jesus, talvez, não aguentaria. Até ele seria capaz de esbravejar as mais puras e honestas palavras de ódio ao pegar um carro e dar uma volta em qualquer metrópole. O trânsito é foda.
Tal qual o político brasileiro que rouba bem pimpão e sabe que há uma blindagem burocrática extrema que o protege de ser condenado, o motorista sabe que aquela caixinha de metal e veloz também é um meio de fazer o que bem entender sem nunca ser punido; falamos deles, mas quando está ao nosso alcance, fazemos igual. Somos como nossos políticos, diariamente, cagando na cabeça das leis de trânsito porque sabemos que não vai dar em porra nenhuma.
Observando e participando diariamente do trânsito, resolvi elencar os 10 piores tipos de babaca que frequentam as ruas, com os motivos mais boçais para ser um mala atrapalhando o fluxo do tráfego. Segue:

 

1 – O babaca que não dá seta

Tem cara mais chato? Troca de pista, faz curvas, vai pra lá e pra cá e não dá uma mísera seta. Esse tipo de cidadão deve acreditar que há uma rede global de leitura de pensamentos, ao qual todo o universo se comunica mentalmente e todos os outros motoristas simplesmente DEVEM adivinhar as manobras que ele vai fazer.
Pior ainda é que, este babaca, é um daqueles que acha que “não é nada demais” e que o erro dele não atrapalha a fluidez do trânsito; convencionou-se achar normal que ninguém dê seta e que dirigir seja um constante exercício de adivinhação. Uma variável deste babaca é um outro tipo de mala, que é:

1.1 – O babaca que tenta trocar de pista na mão grande

Esta é uma versão 2.0 do babaca que não dá seta. Infeliz de não sinalizar a manobra, este tipo de sujeito ainda tem a cara de pau de ir colocando o carro aos pouquinhos na outra pista – com muita cara de pau – pressionando os outros motoristas a frear bruscamente, justamente porque ele na maior das folgadices resolveu trocar de faixa sem fazer duas coisas básicas que qualquer imbecil aprende na auto-escola: sinalizar e esperar diminuir o fluxo para trocar de pista.

Este tipo de babaca ainda tem uma variável mais execrável ainda; quando ele percebe que não vai conseguir trocar de pista na mão grande, ele dá a seta e espera o fluxo diminuir, agindo como deveria. Ou seja, ele SABE qual é a norma, mas é babaca o suficiente para não cumpri-la por simples capricho.

2 – O babaca lento na pista da esquerda

Por que, Deus? Por que? Se deram ao trabalho de fazer um monte de pistas, para que cada tipo de motorista se sinta confortável com o seu grau de direção, ou dirigindo mais rápido, ou mais devagar. TODO mundo sabe que, quanto mais a esquerda, mais rápido. É por isso que EM VÁRIOS PONTOS de qualquer cidade tem aquele aviso para veículos grandes (como caminhões) andarem na pista mais à direita; isso, porque são VEÍCULOS LENTOS.

Mas é claro que ninguém respeita isso e é praxe você ver aquele mala arrastado, dirigindo a 30 km/h na pista da esquerda, atravancando todo trânsito e se achando o senhor do universo. Cheio de razão, esse tipo de babaca ainda é capaz de xingar quem tenta orienta-lo a fazer o certo e dirigir lentamente na pista da direita.

3 – O babaca que não respeita sua pista

Esse é um clássico. É aquele tipo de babaca que acha que as ruas foram pintadas por enfeite, pra ficar bonitinho e colorido, dar uma graça pra cidade.
Pintam a divisão de pistas com o motivo de poder ORGANIZAR o trânsito, para que mais pessoas trafeguem no mesmo espaço, aí o babaca vai lá e anda NO MEIO DA FAIXA, em cima de duas pistas diferentes como se dirigisse um ônibus espacial.

Esse tipo de babaca frequentemente vem aliado ao item 2, se arrastando na rua e sendo um mala em dois quesitos diferentes. Merece até Oscar, afinal, não é qualquer um que consegue ser múltiplo babaca.

4 – O babaca que para em local proibido

Muito comum, ainda mais em horário de pico. O idiota acha que os motivos dele são acima de qualquer outro, aí para aonde bem entende porque não pode caminhar uma quadra que seja e estacionar mais longe. Ele acredita que não incomoda ninguém, não atrapalha ninguém e que, afinal, “são só uns minutinhos, rapidinho” e isso alivia seu desrespeito. Todo mundo tem de ser compreensivo com sua babaquice.

Esse tipo de babaca, também, possuí um tipo de agravante: aquele babaca que estaciona em local proibido e liga o pisca-alerta.

Todo mundo sabe – ou pelo menos deveria – que o pisca-alerta deve ser usado em SITUAÇÕES DE EMERGÊNCIA. Aí o babaca vai lá, para em local proibido e liga o pisca-alerta pra buscar o filho na escola, a filha no ballet, pagar as contas no banco, fazer umas comprinhas no mercado, ou qualquer coisa desse nível.

NÃO, ISSO NÃO É UMA EMERGÊNCIA.

De fato, ligar o pisca-alerta também não anula você estar parado em local proibido; você continua sendo um babaca. Pior ainda, por que paga vale achando que é corretão.

Esse tipo de babaca tem duas variáveis que eu acho que devem ser comentadas separadamente:

4.1 – O babaca que estaciona na calçada

O tipo mais nocivo de motorista folgado. É a versão piorada do babaca descrito aí em cima. Descontente em atrapalhar o trânsito, esse tipo de cara ainda resolve atrapalhar o fluxo de pedestres. Duas vezes mais babaca.

É incrível a quantidade de de otários que, para não caminhar meia quadra, tacam aquele trambolhão em cima da calçada e fazem um monte de pessoas ter que desviar e caminhar na rua, só para o folgado se manter folgado.
Acho louvável a atitude de todo mundo que risca o carro desses otários, porque é o que eles merecem. A cada nova pintura que eles terão de pagar, ao menos, vai trazer um pouco de conforto e justiça divina a situação.

4.2 – O babaca que estaciona em vaga especial

Essa é uma atitude tão babaca que eu vou contar uma história.

Uma vez eu estava chegando no Barra Shopping Sul, por volta das onze e meia da manhã. Não deveria ter uns 30 carros no estacionamento, que deve ter espaço para umas 2 mil vagas. Estava eu estacionando, quando passa perto de mim um magalão que parecia vir diretamente do Velozes e Furiosos, com seu Gol rebaixado e luz neon no fundo. Aí o cidadão manobra e estaciona em cima de uma (das poucas) vagas para deficiente, com o estacionamento VAZIO. Obviamente, fiz meu dever social e passei pelo carro dele riscando todo capô, porque era o único tipo de justiça ao meu alcance.
Mas, voltando ao tópico, a história era justamente para descrever esse tipo de otário mor, que pensa que vaga especial – de deficientes ou idosos – é um mero espaço para ser desrespeitado e desenvolver os seus mais nobres sentimentos de babaca.

5 – O babaca que dobra na pista errada

O contrário também vale, “o babaca que segue reto na pista errada“.
Você naquele trânsito do caralho no horário de pico, seguindo bem belo na sua pista (com indicação para ir reto), aí o malandrinho vem pela pista de dobrar – que tem menos fluxo – e no último segundo ele joga o carro pra sua pista, porque ele não queria dobrar, mas sim seguir reto e estava na pista errada.
O contrário é ainda pior. Você tá na pista do meio, seguindo reto como manda o argumento, aí vem um babaca lá da pista da esquerda e fecha TODO MUNDO pra entrar na direita, mas não teve a capacidade mental de ficar na pista certa e acha que todo mundo deve compreender a sua burrice.

Não dá vontade de pegar uma Uzi e sair fuzilando esse tipo de infeliz? O pior é que, como no item 1, esse tipo de babaca acha que fazer uma merda dessas “não é nada demais” e quem reclama é estressadinho, revoltado e por aí. A prefeitura se dá ao trabalho de pintar SETAS MONSTRUOSAS no meio da rua, justamente pra qualquer cego conseguir ver aonde vai o fluxo, aí o troxão vai lá e consegue achar que o erro dele é menos grotesco que o resto.

6 – O babaca que vive avançando sinal

Veja bem, eu nem critico quem avança o sinal as três da manhã. As metrópoles são violentas, realmente tem muita região que é um pedido de sequestro ficar parado na sinaleira. Mas, tem babaca que não consegue ver um sinal fechado, não importa o horário, e já quer avançar. É hábito.
Esse imbecil que fica avançando sinal as duas da tarde – no meio do dia com um trânsito horrível – merece morrer lentamente. Se houvesse alguma justiça divina, quando o cara resolvesse fazer uma imbecilidade deste nível, imediante ele morreria. E de uma forma dolorosa.
O pior é que esse tipo de babaca coloca DIRETAMENTE em risco a vida de mais pessoas que não só ele, sendo além de babaca um potencial assassino.

7 – O babaca Velozes e Furiosos

O filme é uma merda, mas ao menos me serviu para definir um tipo de babaca do trânsito clássico.

É o tipo de otário que acha que está constantemente na Fórmula 1, que acha que as vias urbanas são feitas para ele correr loucamente, sair fechando todo mundo e dirigir como se não houvesse amanhã. O legítimo babaca frustrado, que sempre foi um motorista mediano ou medíocre, nunca teve capacidade para entrar em uma competição automobilística, aí compensa suas frustrações pessoais sendo babaca na rua; já que ele não vai correr e ser famoso, compensa sua vida fracassada correndo nas ruas e enchendo o saco no trânsito.
Felizmente esse tipo de babaca, algumas vezes, bate no poste e morre, tirando de circulação sua imprudência sem deixar outras vítimas.

8 – O babaca que anda no acostamento

Esse babaca só é comum em estradas com muito trânsito, mas é babaca igual aos outros descritos.
É aquele otário que, quando a estrada para, ele acha que a sua malandragem pode atingir um nível ainda maior de esperteza, aí joga o carro pro acostamento e vai dirigindo ali, todo gostosão, como se aquilo fosse uma pista extra dos malandros.
Babaca master porque é o tipo de otário que escapa ileso quase sempre e que – por esse motivo – acha que a sua malandragem tosca é motivo de orgulho pessoal. Vive se gabando, rindo, jurando que é a melhor pessoa do mundo.
Felizmente as estradas brasileiras estão sendo um pouquinho mais fiscalizadas atualmente e corre o risco desse tipo de gente se foder bonito, o que é um pouco mais justo com o mundo e com o bom motorista.

9 – O babaca da contramão

Esse é comum naquelas ruas menos movimentadas, aonde sempre tem um infeliz pra entrar na contramão e cortar caminho de maneira imbecil. O babaca acha que tem plena razão de ser um completo idiota irresponsável, afinal o trânsito é muito e ele precisa ganhar 5 minutos de vida, chegando mais cedo no seu destino. Nem que para isso ele precise passar em cima do resto da sociedade e andar como bem entender na mão que quiser.

Ser babaca não importa, ser imprudente também não, respeitar umas das regras mais básicas do trânsito muito menos. O importante é quanto a super malandragem dele pode lhe garantir uns minutos a menos no trânsito, andando na contramão e sendo um feliz imbecil.

10 – O babaca que tranca o cruzamento

Este é o tipo de babaca mais babaca do trânsito, porque ele é um dos maiores responsáveis pela lentidão nos horários de pico. Quase TODO cruzamento de QUALQUER lugar do mundo tem uma placa enorme escrita em letras garrafais: NUNCA TRANQUE O CRUZAMENTO.
Aí vai lá o malandrão, pra não esperar UM sinal, passa quando o semáforo está amarelo, para no meio do cruzamento e impede que o contra-fluxo possa trafegar de boa na garoa. Obviamente, o caos se instaura e pronto, por causa de UM babaca é bem provável que gere toda uma incomodação monstra e filas e mais filas de trânsito.

Bom, galerinha. Tá feita a lista. Sigam-me e comentem! Boa noite e bom final de feriado! E não sejam um babaca do trânsito, por favor!

Anúncios

10 pensamentos sobre “10 tipos de babaca no trânsito

    1. Meu velho, se todos no transito dirigissem como eu, tenho certeza que teríamos um transito melhor, pois destes babacas o único que talvez eu possa ser é o do velozes e furiosos, ao contrário de ti, que não tem noção nenhuma do tamanho do teu carro, que sempre que vai estacionar arranha algum outro carro e que pior, se encaixa muito bem nos babacas que não dão seta, são o lento da pista da esquerda, o que dobra na pista errada ( e ainda pede pro amigo colocar o bracinho pra ajudar), e o pior, o babaca que anda na contramão e o policial ainda para!

  1. Outro dia uma amigo meu se vingou do babaca 4.1, ele estava com sua filhinha no carrinho de bebê e teve que contornar o carro pela rua, já que não tinha espaço na calçada. Ele desembrulhou uma fralda suja que estava num saco plástico e espalhou cocô no para-brisa do mané!

  2. É, em São Paulo tá cheio de motorista desse tipo, sinceramente, só tenho carro por quê tenho família, e é necessário ter um carro para emergências, se eu fosse solteiro, venderia meu carro hoje mesmo. Dá até desgosto dirigir em São Paulo, só tem idiota no trânsito! andre-1978@bol.com.br

  3. Lucas, faltou o babaca que vem pela faixa de onibus. Em São Paulo é muito comum, ai ele te da uma fechada quando ve o agente de transito, te xinga de idiota, e ainda fica falando “bate….bate”. Está cada vez mais dificil conviver com esses babacas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s