5 programas de terror esquecidos

A TV se renova todo dia. Se tem uma mídia dinâmica, é ela. Mesmo com suas limitações de interação, seus problemas de encarar vários públicos diferentes em um mesmo horário e espaço, o conservadorismo que ataca os grandes grupos de canais, não importa o que seja, a cada dia há algo de novo e diferente na TV.

Não a toa, até hoje, ainda serve como referência para para qualquer conteúdo. Se “passou na TV“, é porque tem credibilidade. E, por isso, mesmo com a queda de audiência dos canais nos últimos anos, dando espaço a entrada da internet e a filmes em DVD, ainda assim, a TV convencional é respeitada.

Uma das coisas que ganhou mais espaço recentemente foram os programas sobrenaturais, principalmente na grade de canais científicos, como Discovery e National. O tema, explorado a exaustão, não é de hoje. E por isso, alguns – ótimos – programas foram esquecidos com o tempo, fadados a ficarem na memória. Como sempre gostei e acompanhei o assunto, venho aqui fazer justiça com eles, elencando os 5 programas de terror que eu mais gostei e ninguém lembra:

1 – Scream Test

Este é, provavelmente, o programa mais subestimado da história da humanidade. O programa é tão subestimado que, até hoje, só eu visualizei ele no Filmowhttp://filmow.com/scream-test-t43177/.

Eu, sinceramente, nunca entendi porque não teve continuidade. A ideia era genial, a execução muito bem feita, o tempo e a evolução dos episódios eram chocantes. Tudo estava lá, era um programa sincero no que queria e MUITO bem projetado. Mas, só teve uma temporada. O que, pra mim, passou a ser o maior mistério da série. Afinal, por que o fim precoce?

O programa consistia em colocar 4 sujeitos, cada um em um cômodo, nas (supostas) casas mais mal-assombradas da Australia. Cada um deveria passar, sozinho, uma noite em um cômodo; quem aguentasse até o final, ganhava. Obviamente, para aumentar a emoção, a equipe adicionava efeitos especiais aos objetos da casa, sem que os participantes soubessem. Eram cortinas se mexendo, sussurros ao fundo, gente chorando, pouca temperatura. Uma situação muito TENSA para quem estava lá. Um reality show de fantasmas. Bizarro e genial, não? Mas infelizmente não deu certo.

Não sei como durou tão pouco, como nunca deram continuidade, porque era insano demais. Acredito que o programa tinha um grau perturbador demais (o que é verdade) e não deve ter agradado muito. Os participantes eram colocados em situações extremas, era nego chorando, nego tremendo, pedindo pra ir embora, desmaiando, era foda.

O bizarro é que o programa SUMIU depois que acabou. Já procurei downloads, pra vender, não existe nada. Há esta página apenas, assim como uma referência no IMDB. Ponto, só isso.

2 – Sightings

Este ficou famosinho, passou no extinto canal USA (que hoje é Universal Channel) e durou um tempinho. Era um programa interessante.

A ideia era bem simples: analisar casos famosos (ou nem tanto) de situações sobrenaturais e, centrados em uma lógica mais científica, avaliar se os fenômenos eram realmente paranormais ou puro engodo. Imagine, este programa rolou nos EUA em meados de 90 e por aqui, lá por 2000. Ele foi o “paizão” desta escola de programas sobrenaturais que hoje habita Discovery e National, sendo o primeiro de todos. E o mais incrível, é que foi o menos apelativo.

O show era pouquíssimo sensacionalista, buscava justamente uma BOA explicação científica para os eventos tidos como “sobrenaturais” e, quando não conseguia responder com lógica, sim partia para o viés mais oculto da coisa. A dinâmica dos programas do gênero, atualmente, é justamente ao contrário: os caras partem da lógica que qualquer merda é fantasma e tentam a todo custo descreditar métodos científicos de análise. Foi esta postura que Sightings sabiamente evitou, durante sua existência.

Lembro que este foi o primeiro lugar que eu ouvi falar sobre a suposta Profecia Maia de 2012.

3 – Histórias Horripilantes

Este show era, basicamente, um Sightings “infantil”; mas “de criança” não tinha nada. O termo “Infantil“, porque passava na Fox Kids, em horário nobre. SÓ por isso. Quem em sã consciência coloca um programa desses neste horário, em um canal destes? Pois fizeram isso. E durou bastante.

O programa seguia quase a mesma lógica de Sightings, mas ao invés da explicação e da busca do método científico, dava ênfase à entrevista dos envolvidos no caso. Era bizarro porque arranjavam pessoas REAIS, com situações supostamente REAIS…e ainda passavam para CRIANÇAS. Que gente doida, eim? Muita droguinha na cabeça de quem montou a grade de horários.

Lembro que uma das coisas que mais me marcou, foi um episódio aonde eles investigavam um caso aonde seria a suposta “Bruxa de Blair real“, com gravações, testemunhos, vídeos e uma parafernália toda; muito do mal as gravações do que, a princípio, seriam as vítimas da tal bruxa. Foi muito cagante aquela merda.

4 – Scare Tactics

Scare Tactics nem era assustador, mas foi muito bom.

A ideia consistia em bolar pegadinhas de terror para pessoas normais, do cotidiano. Fácil, não? Nem tanto. Não eram simples pegadinhas, do tipo de se abaixar atrás de uma porta e dar um susto quando alguém passar. Eram pegadinhas ninja. Envolviam maquiagem, atores, ambientação, todo um projeto. Os caras criavam um clima intenso, uma história convincente, criaturas bizarras e, aí sim, assustavam a vítima que passava a crer que tudo era realidade.

Como um bom exemplo, lembro de um dos episódios aonde 3 amigos (dois que sabiam da armação) estavam viajando na estrada, quando o pneu do carro furava. Nisso, vinham assassinos em série (igual um Jason da vida) e “matavam” (tudo encenado) os dois amigos, que sabiam da pegadinha. A situação inteira rolando com o outro amigo, a vítima, vendo tudo e em pânico, achando que era algo real e ele seria o próximo. Genial.

Foi outro programa que passou no canal USA, o precursor brasileiro do terror, que durou pouco, mas foi muito bom. Infelizmente foi mais um dos tantos e interessantes projetos que morreram pelo caminho. Pelo que eu entendi, lá fora ainda é sucesso. Mas aqui, nunca mais rolou.

5 – Masters of Horror

Esse aí nem é tão underground assim, é até bem cult e possuí vários dos melhores curtas de terror já realizados.

Mas, fato é, na sua curta existência, o programa foi totalmente subestimado e era completamente experimental. Tão verdadeiro este detalhe, que muitos episódios contavam com um orçamento limitadíssimo, porque ninguém queria dar grana a um projeto que era muito mais uma experiência do que uma certeza.

Esta série consistia em um bando de pequenos curtas de terror, feitas por grandes nomes do estilo, como Dario Argento, John Carpenter e Brad Anderson. Foda. Esta é a palavra que define tudo e como ficou o resultado final.

Mesmo com a incerteza de tudo, com os problemas de orçamento e a ideia underground, o programa saiu do piloto, ganhou duas temporadas e MUITA fama. Tivemos passagens memoráveis, como o curta de Carpenter intitulado Cigarette Burns, ou o de Dario Argento, conhecido como Jennifer. E, claro, o filme proibido em grande parte do mundo, que acabou virando ícone do gênero e uma das obras mais controversas de todos os tempos: Imprint.

Ta aí o tipo de material que vale a pena investir. Quem tiver uma graninha, vai lá e junta, compra o box das duas temporadas que é MUITO bom. Recentemente estive vendo na internet e não está muito caro, coisa de 70 reais. Que gosta do gênero e curte os mestres das antigas, é uma boa maneira de homenagear todos de uma vez, comprando a série toda.

Bom, galerinha. Por hoje é só. Vejam estes programas que eu citei, curtam o post e, se alguém achar as gravações de Scream Test, POR FAVOR me avise.

Fui!

Anúncios

3 pensamentos sobre “5 programas de terror esquecidos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s